Sou assim, complicada, como um labirinto. Quando as pessoas acham que estão conseguindo chegar até a saída dele, se perdem. Se surpreendem comigo, ao notar o quão misteriosa sou eu. Tenho mania de confundir as pessoas, talvez não seja mania, mas sim uma proteção. Sim, proteção. Não suporto a ideia de que alguém me “entende”, pois não gosto de ser entendida por ninguém, embora eu sempre esteja em busca de alguém que possa me dizer: “Eu te entendo, sei como você se sente” e que não seja da boca pra fora.

Camila Cardoso.  (via nevou)

Eu gosto das pessoas que param para escutar. Que gostam de abraços, que conseguem amar. Gosto de pessoas que riem de modo estranho, choram escondidas. Gosto de pessoas que não se escondem atrás de máscaras, pessoas que são fortes, pessoas que sempre seguem em frente. Gosto de pessoas que gostam de pessoas. Gosto de pessoas que sabem o motivo de uma lágrima, que estão sempre por perto. Gosto de pessoas que nunca se vão, de pessoas que ficam, que tentam, que conseguem. Gosto de pessoas assim… Como elas são.

Tati Bernardi. (via florejaste)

Quanto a mim, continuarei calada e fria e nunca terei medo da verdade. É sempre melhor não adiar o que tem de se dizer.

O Diário de Anne Frank.  (via decifro)